Agora é Ana quem torce por Luciana 

25/7/2007 


 

ALEX M. CARMELLO CONFIANTE Luciana torce para que uma doação compatível aconteça logo

CONFIANTE Luciana torce para que uma doação compatível aconteça logo

Luciana Kurache é jundiaiense, tem 36 anos e aguarda ansiosa a oportunidade de ser submetida a um transplante de pulmões.

Vibrou com a notícia de que sua 'colega' Ana Carolina Zarpellon passa bem após a cirurgia que lhe deu um novo coração. Agora é Ana Carolina quem torce para que Luciana tenha a mesma chance de continuar viva. "Nos conhecemos no InCor e tenho a certeza que logo ela também fará o transplante", confidencia Ana Carolina.

Portadora de hipertensão pulmonar primária, ela não consegue viver longe do catéter de oxigênio, não pode ficar sem tomar dois medicamentos de alto custo e procura se manter estável, apesar das crises que provocam intenso sangramento. "Os médicos me disseram que nasci com esta doença que não tem cura. O quadro vai piorando até que os pulmões param de funcionar de uma vez. Minha maior luta é contra o tempo", confessa em seu quarto totalmente adaptado para seu tratamento.

Se a notícia de que precisa de um novo pulmão para viver inicialmente assustou Luciana e sua família, a paciente, hoje, se diz confiante: "Estou preparada. Quando me chamarem terei duas horas para chegar até São Paulo e receber uma nova chance de vida", planeja.

Fonte: Protal JJ





 
© 2007 Transplante Pulmonar Online Inc. All rights reserved. layout by Rodrigo Tebaldi