ORIENTAÇÃO PARA PACIENTES CANDIDATOS A TRANSPLANTE DE PULMÃO

INCOR HC FMUSP

 

SERVIÇO SOCIAL MÉDICO

Para você que acaba de ingressar na Fila Única para Transplante Pulmonar, nós do Serviço Social Médico do InCor HC FMUSP, oferecemos este informativo com orientações e sugestões que poderão ajudá-lo na organização e planejamento de seu tratamento.

O Instituto do Coração do HC FMUSP, conta com o trabalho de equipe multiprofissional composta por: médico, assistente social, psicólogo, enfermeiro,  nutricionista, farmacêutico e fisioterapeuta, que fornecerá informações e apoio para você, nosso paciente, e seus familiares, quanto aos principais aspectos e dúvidas do período pré e pós-operatório do transplante pulmonar.

VOCÊ SABIA...

Que a doação de órgãos, no Brasil, é regulamentada pela Lei nº 9.434, de 4 de fevereiro de 1997.

Segundo esta Lei, a realização de Transplante somente ocorrerá em estabelecimento de saúde público ou privado, e será realizado por equipes médico-cirurgicas qualificadas, previamente autorizadas pelo órgão de gestão nacional do Sistema Único de Saúde.

Que a fila única de espera para a realização do Transplante Pulmonar, é administrada pela Secretaria Estadual de Saúde, que possui cadastro único dos receptores, em fila de espera.

Esta fila, não é uma fila onde quem chega primeiro tem preferência. O que determina a preferência é essencialmente a compatibilidade entre o doador e o receptor (por exemplo: peso, altura, mesmo tipo sangüíneo, etc.).

Por isso, o tempo de espera nesta lista é indeterminado, e a partir do primeiro dia em que tem o nome inscrito na Central de Transplantes da Secretaria de Saúde do Estado, pode aparecer um doador compatível a qualquer momento.

 

SAIBA QUE:

O processo de doação de órgãos é uma corrida contra o tempo. Cada órgão tem um intervalo de sobrevida entre a retirada do doador e implante no receptor. Esse intervalo varia de acordo com o órgão e com as condições clínicas de quem doa e de quem recebe.

O coração e o pulmão são os órgãos que menos podem esperar, por isso, após a convocação para a cirurgia, você deverá comparecer ao InCor no prazo máximo de 02 horas.

 

COMO VOCÊ PODE AJUDAR???

ORGANIZANDO-SE!!!

É necessário você manter seu endereço e fones atualizados para que o InCor possa localizá-lo imediamente quando surgir o órgão. O prazo para comparecer ao hospital é  de no  máximo  02h00.

Mudanças de endereço ou telefone, mesmo que temporárias, devem ser informadas à Secretaria de Transplante Pulmonar do InCor, para posterior alteração junto a Central de Transplantes.

Sempre que a equipe do hospital fizer um contato telefônico retornar imediatamente a ligação, pois poderá ser a sua convocação para a realização do transplante!


PROVIDÊNCIAS A SEREM TOMADAS

Planejar com antecedência os meios de transporte que você utilizará até a sua vinda ao hospital.

Caso resida em outro município que não São Paulo, solicite o Tratamento Fora de Domicilio (TFD).


O que é isso??? TFD???

O TFDTratamento Fora de Domicílio – é uma portaria do Ministério da Saúde/Secretaria de Assistência à Saúde, que estabelece condutas sobre as despesas relativas ao deslocamento dos usuários do SUS – Sistema Único de Saúde – para tratamento fora do município de residência, quando estiverem esgotados todos os meios de tratamento médico para o seu caso ou de seu familiar no seu Estado ou Município.

Tipos de assistência oferecidas pelo TFD:

  • Atendimento ambulatorial e hospitalar fora do estado;
  • Passagens de ida e volta para o paciente e acompanhante se houver indicação médica e de acordo com avaliação da equipe do TFD;
  • A solicitação do TFD deverá ser feita na Secretaria de Saúde do Estado da cidade de origem, que realizará avaliação médica para a concessão do benefício.

 

Fique atento também:

  • Solicite a colaboração de familiares, amigos e vizinhos, para que, na sua ausência, possam ajudá-lo na rotina doméstica;
  • Organize os seus objetos pessoais para o período de internação, como por exemplo: chinelos, pijama ou camisola – de preferência com abertura na frente – produtos de higiene pessoal, toalha, sabonete, escova de dentes, além disso, na época do inverno você precisará de roupas de lã e meias;
  • Se você for segurado da Previdência Social e necessitar afastar-se do trabalho, deverá solicitar ao Setor de Laudo Médico do InCor – relatório médico, para apresentar ao perito do INSS;
  • Indique uma pessoa de sua confiança para receber o seu benefício previdenciário – auxílio doença ou aposentadoria – no período da sua internação. Para isso, dirija-se ao posto do INSS ou Cartório mais próximo de sua residência para fins de designar o seu representante legal (“Procurador”);

 

LEMBRE-SE: O seu cuidador deverá estar atento ao chamado do hospital, devendo acompanhá-lo rapidamente ao InCor, portando documentos pessoais (CPF e RG).

 

ORIENTAÇÃO DE ALTA HOSPITALAR
PÓS-TRANSPLANTE  PULMONAR

 

Uma etapa do tratamento já foi vencida, mas o resultado dependerá dos cuidados que se seguirão após o período de internação.

Assim:

  • Recomenda-se a sua permanência em São Paulo, ou em local próximo ao hospital pelo menos nos 06 primeiros meses após a sua alta, devido aos retornos frequentes no ambulatório;
  • Mantenha a residência em ótimas condições de higiene e ventilação;
  • Lembre-se de lavar as mãos, sempre que for cozinhar, antes das refeições e logo após usar o banheiro;
  • Cuide de sua higiene pessoal, diária;
  • Retire de circulação enfeites, tapetes, cortinas, bichos de pelúcia e tudo o que puder acumular poeira;
  • Animais de estimação NÃO devem permanecer dentro de casa;
  • Evite ambientes com grande aglomeração de pessoas;
  • Em caso de emergência médica faça uso do serviço de ambulância, através do telefone 191 nesta Capital ou através do Pronto Socorro Municipal, mais próximo de sua residência;
  • Experimente anotar e esclarecer todas as suas dúvidas, referentes à: retorno ao trabalho, à escola, realização de atividades físicas e sexuais, bem como sintomas, controles, agendamentos de exames e consultas, pois isto o ajudará a planejar o tratamento e a garantir a melhor utilização dos serviços que a equipe de transplante lhe oferece. Adquira este hábito;

 

FIQUE LIGADO:

  • Nos retornos programados no InCor, você deverá contar com o acompanhamento de familiar ou responsável, por isso, programe-se quanto ao transporte a ser utilizado, recorrendo aos recursos comunitários, colaboração de familiares, amigos e vizinhos, etc
  • Caso resida em outro município fora de São Paulo, solicite via Secretaria de Saúde do Estado o TFD;
  • Tenha sempre em mãos o seu relatório médico e o agendamento de consultas ambulatorial;
  • Organize-se para a retirada dos medicamentos no Serviço de Farmácia do InCor. Lembre-se de trazer seu CPF (antigo CIC). Caso você resida em outro Estado ou Município, verifique junto à Secretaria da Saúde do Estado, a possibilidade dos medicamentos serem fornecidos no seu local de origem. Para isso, tenha sempre em mãos o relatório médico e cópia da receita médica.

 

Lembre-se que é de sua responsabilidade a retirada e controle dos medicamentos!


 

Telefones e Endereços úteis:

 

  • Disque saúde: 0800 611997
  • Prevfone – informações sobre o INSS: 0800 780191
  • Posto Poupatempo (emissão de documentos – RG, CPF)-Pça do Carmo, s/n, Metrô Estação Sé Fone: 0800 171233
  • Cartório Jd. América – Rua Teodoro Sampaio, nº 1.121 – Fone. 3881 9388
  • Secretaria de Transplante Pulmão: 3069-5248
  • Secretaria de Serviço Social: 3069-5218
  • Central de Transplante: (11) 3064-1649 ou 3088-5094
  • Site da Secretaria da Saúde: www.saude.gov.br
  • Associação Brasileira de Transplante de Órgãos: ABTO www.abto.gov.br

 

A saúde é um direito de todos, e nós da Equipe de Transplante de Pulmão, compartilhamos dessa idéia, e contamos com você para obtenção dos melhores resultados do tratamento!

Equipe de Serviço Social Médico InCor HC FMUSP

 

26/fevereiro/2008

 

 

 

 





 
© 2007 Transplante Pulmonar Online Inc. All rights reserved. layout by Rodrigo Tebaldi